sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Vazio

Enquanto ainda é hoje há tempo.
Há tempo de dizer.
Você foi e eu fiquei.
Eu fiquei.
Coube só a você ir.
Assim como cabe só a mim permanecer.
E até aqui eu permaneci.
Mas você foi.
Sem me olhar.
Sem dizer até logo.
Você foi.
Simplesmente foi.
Não pensou, não olhou, não chorou, não sorriu, não me viu.
Apenas foi.
E eu fiquei aqui.
Mas agora eu vou.
Vou vazia.
Vazia de você,  mas principalmente vazia de mim.
E não vou olhar pra trás.
Não vou olhar pra mim, assim como você não olhou.
Não vou olhar pro meu coração.
Não vou ouvir.
Eu vou.
Vazia.
Mas vou.

Nenhum comentário: