quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Montanha russa

Inconstância sempre me incomodou. Por isso acho que fui constante demais. Equilibrada demais. Forte demais. Confiante demais. E agora eu observo minha descida aqui do alto dessa montana russa em câmera lenta. Quando chego embaixo, e o carrinho corre pra subir de novo, logo vem outra descida. E aí vem aquele arrependimento por ter aceitado brincar. Aquele frio na barriga interminável. Não um frio bom. E sim um frio que congela. Montanhas russas não são brinquedos tão divertidos assim, no fim das contas. Acabei virando gelo.

Nenhum comentário: