sexta-feira, 16 de janeiro de 2009


Eu me sinto bem confortável quando se preocupam comigo. Mas nunca pedi a sua preocupação encenada. Nunca precisei, assim como não preciso de você. Não me culpe, esta escolha foi sua. Eu odeio quando você demonstra interesse pelo que não te desperta a mínima curiosidade. E este sentimento também foi rigorosamente selecionado por você. Cansei de sentir sua falta e esperar. Eu queria me orgulhar, ter-te como exemplo, mas como? Foi você quem prometeu nunca me deixar e foi você que me abandonou na primeira oportunidade. Eu nunca esperei nada melhor que isso, mas eu queria ao menos ter o gostinho da ilusão. Eu queria que você fosse como os outros, um super-herói, o melhor amigo, mas tudo que eu tenho é alguém que mal sabe a minha cor predileta. Eu sinto falta, sabe?! De quando você me pegava no colo ou me colocava pra dormir. Não é ciúme nem nada, eu só acho que você está no lugar errado. O problema é que sua chance de estar no lugar certo passou. Eu cresci e uma boneca nova não vai mais me fazer sorrir. E não me culpe. Esta escolha foi sua.

Um comentário:

David Parker disse...

VC NÃO COMENTA MAIS NO BLOG, NÉ? ENTÃO... VC NEM MERECIA ESSE COMENTÁRIO (RSRS), MAS TO AQUI EM PROL DA CONSIDERAÇÃO, heehehe....

Como sempreee, fica a incógnita. O que ela está dizendo e para quem? e por que? ahusdauidhauidhauihduiahda
Lispector miniatura! =D