quarta-feira, 2 de julho de 2008

O jogo

"Dizem que a pessoa ou tem o que é preciso pra jogar ou não tem. Eu [...] estou meio ferrada.Em um dos meus primeiros dias na faculdade ouvi isso se dizer e nunca vou esquecer: 'Cada um de vocês chega aqui hoje cheio de esperanças, querendo entrar no jogo. Alguns meses atrás vocês estavam no Ensino Médio aprendendo a ser universitários. Hoje, vocês são esses universitários! Os anos que passarão aqui como alunos serão os melhores e os piores da suas vidas. Serão testados até o limite, com trabalhos, apresentações, pesquisas sobre coisas que nunca ouviram... Olhem em volta, digam ‘oi’ para a competição. Alguns de vocês mudarão para um curso mais fácil, outros vão desistir com a pressão, e outros iram até mesmo serem convidados a sair. Essa é sua linha de partida. Esta é sua arena. Se jogaram bem ou não, só vocês sabem.' Como eu disse... Estou ferrada! Não consigo pensar numa razão para estar fazendo o curso que estou fazendo... Mas consigo pensar em mil razões para desistir. [...]Eles dificultam tudo de propósito. Chega um momento em que é mais que um simples jogo... Ou você dá aquele passo à frente ou vira-se e vai embora. Eu poderia desistir, e até já pensei nisso... Mas tem só um detalhe... Eu adoro jogos..."
(Lika)

Um comentário:

Pantoja disse...

mas que plagio!!!!! kkkk
somos duas copionas que nao sabem o que escrever!! kkk