quarta-feira, 2 de julho de 2008


Não escrevo nada realmente útil a uns bons dias, acho que até meses (pelo menos nada que seja da minha própria autoria). Não vou dizer que é porque ando sem tempo, porque isso seria uma assombrosa mentira já que agora estou de férias e o que não tem me faltado são momentos de gloriosa liberdade para praticar o ato de fazer nada. Também não vou dizer que é por que não encontro nada interessante pra postar, porque essa seria uma mentira muito maior. O fato é que eu não sei o que aconteceu, mas a minha capacidade criativa passou de quase imperceptível para totalmente imperceptível. Padeceu, coitada. E agora eu estou de luto. E é por tempo indeterminado. Vestirei preto até que ela, a capacidade criativa, ressurja das cinzas e reabite este corpo carente de inovações!

Nenhum comentário: